Compartilhe!
Share on Facebook32Share on Google+0Tweet about this on Twitter3Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0

É bastante comum alguns empresários, quando se encontram com muitas dívidas, tentarem encontrar o “culpado”. Como diria o meu amigo Diogo Oliveira “a culpa é minha e eu a coloco em quem eu quiser“. Acredite! Na maioria das vezes, o principal alvo desta transferência de responsabilidade é o coitado do contador que não tem culpa nenhuma no cartório.

Bem, não estou aqui para encontrar o culpado também, mas para falar que existe sim uma saída para o problema de fluxo de caixa negativo e das dívidas.

O primeiro passo, antes de qualquer ação, é o reconhecimento das responsabilidades. Provavelmente foi a ingerência que desencadeou a situação negativa da empresa, mas vamos falar de solução e ver agora os cinco passos para tirar a empresa do vermelho:

 

1- Conhecer o tamanho do problema é o primeiro passo rumo ao objetivo de equalizar as contas, lembrando que esta é uma tarefa de médio a longo prazo e que exige muita disciplina e foco.

2- Conferir se empresa tem mesmo capacidade de remunerar seus sócios com os valores atuais. Este ponto tem sido o maior vilão da mortalidade das empresas. A empresa jamais conseguirá sair do vermelho sem que antes seus sócios proprietários comecem “cortando na própria carne.” Para isso é de suma importância separar as despesas pessoais da empresa.

3- Analisar os pagamentos e os recebimentos já contratados, isso permitirá identificar se o saldo vai aumentar, reduzir ou se manter. Você precisa ir além da intuição, use todos os dados ao seu alcance para interpretar o seu negócio. Nesta etapa você pode (e deve) contar com a ajuda do seu contador e principalmente dos colaboradores que estão em contato direto com os clientes. É preciso compreender as preferências dos seus clientes. Por exemplo, você pode melhorar o fluxo de seu caixa tendo a sensibilidade para entender às necessidades dos seus clientes e atraí-los para o seu negócio. Lembrando que a sua empresa não foi feita para atender aos teus caprichos e sim a uma demanda do mercado, por isso aquela máxima “o cliente sempre tem razão“ eu costumo dizer que ele é a razão.

4- A renegociação das dívidas é um fôlego e é de extrema necessidade, porém é fundamental descobrir antes e reconhecer os problemas que te levaram para o vermelho, com o objetivo de rever, tampar os buracos e consertar o rumo dos negócios. Olhar o problema e enxergar a solução é dever diário de todo empreendedor.

5- Procure por um crédito rotativo, por exemplo: ao invés de pagar juros de cheque especial ou de cartão de crédito, procure esticar prazos com fornecedores ou bancos. Se conseguir fazer parcelamentos, tome cuidado para que as parcelas caibam no fluxo de caixa e não ocasionem novos rombos. Só vá negociar depois de cumprir esses passos, ou correrá o risco de ter que pedir mais dinheiro ou prazo em pouco tempo e perder a credibilidade junto ao credor.

 

Espero que as dicas para tentar tirar a empresa do vermelho sejam úteis. Se precisar de ajuda para identificar os desajustes financeiros do seu negócio, fale com a gente! Deixe seu comentário aqui no post ou compartilhe com seus amigos.

Estamos preparados para caminhar com você rumo ao fim de dias difíceis. Lembre que o planejamento tem como fundamento tentar minimizar os riscos em uma economia incerta e instável, mas que o dono do seu negócio e responsável por ele é você.

 

5 passos pra tirar a empresa do vermelho
5 (100%) 4 votos
Compartilhe!
Share on Facebook32Share on Google+0Tweet about this on Twitter3Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0